so long and thanks for all the fish

comprei um livrinho bacana com fatos chocantes sobre comida no mundo.

meu livro diz que em 1994, 27 milhões de toneladas de peixes eram descartadas/ desperdiçadas por ano;

e vi ainda esse vídeo, que fala que pra cada quilo de peixe criado em uma fazenda, são consumidos 5 quilos como ração;

 

Eating Fish from Nigel Upchurch on Vimeo.

lá pra 2048-2050, basicamente, não vai ter peixe no mar pra pescar.

contradições à parte, já dá pra ver que os peixes estão sumindo.

2048 pode parecer longe, mas parando pra pensar, em 2048 eu terei pouco mais que o dobro da idade que eu tenho hoje. terei vivido, espero, 2/3 da minha vida. meus filhos poderão ter recém atingido a maioridade em 2048. acho que ainda nem terei netos.

e por colapso, entendo falência total. mas antes do colapso, vem a crise. no caso dos peixes, vamos ver os preços subindo. vamos perceber que aos poucos o nosso restaurante preferido não oferece mais o peixe em seu cardápio. vamos ver culturas inteiras em que o peixe é a base da subsistência tendo que se reinventar. sem sushi. sem moqueca. sem peixada. sem bacalhau a gomes de sá. o sabor do peixe vai ficar na lembrança e nas histórias que eu contarei pros meus netos.

e sem peixes no mar, quem vai comer as algas? o que os tubarões e baleias vão comer? dá pra imaginar em quantos anos a população de predadores vai se reduzir?

me incomoda saber que o banho de mar dos meus netos não vai ser o mesmo que o meu. e esse apanhado de informações me deixa irritada.

afinal, dá pra ver o problema. mas não ainda a solução. continuo acreditando com muita força que estamos vivendo a grande oportunidade de agir, sob pena de que a situação seja irreversível daqui a pouco.

Additional comments powered by BackType

Other Entries



SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline